Home

 “Congadas: cortejo de cores e devoção”

Esse projeto tem por objetivo fortalecer e transmitir a cultura caipira entre gerações com foco nas congadas de Socorro-SP, sendo que duas delas são formadas por adultos e duas são infantis. Todas elas são em louvor a São Benedito e Divino Espirito Santo.

 

Congada dos anciãos de Socorro-SP em louvor a São Benedito e Divino Espírito Santo.

 

Congada do Bairro dos Moraes de Socorro-SP.

 

Congada Infantil e de adultos em louvor a São Benedito e Divino Espirito Santo do Bairro dos Rubins, Mestre Maciano.
O Rei da Congada Roberto Mucciacito durante oficina de arte naïf na Estação Socorro.

 

Cotação de história por Marinilda B. Boulay dentro do projeto na Biblioteca Municipal com a presença de membros da nossa Congada de São Benedito e Divino Espirito Santo.

 

Participantes de uma das oficinas de arte naif realizadas em janeiro 2018 na Estação Socorro.

 

Obras sendo realizadas nas oficinas de arte naïf com a presença de nossos congos inspirando os participantes e transmitindo-lhes seus saberes ancestrais.

 

Contação realizada na Biblioteca Municipal no dia 7 de fevereiro 2018 por Marinilda B. Boulay com alunos da Escola Municipal Professora Beatriz Domingues de Lima

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Em 2018 o projeto teve uma programação inteiramente gratuita compreendendo oficinas de arte naif em desenho, acrílica sobre tela e cerâmica, oficinas de contações de história da congada, todas inspiradas por essa manifestação do nosso patrimônio imaterial, retratando-a.

O projeto compreendeu ainda apresentações da congada, uma exposição com a duração de um mês, que levou o nome do projeto: “Congadas: cortejo de cores e devoção”, incluindo a publicação de seu catálogo, assim como o registro fotográfico e audiovisual de todo projeto e criação desse site para ele.

“Congadas: cortejo de cores e devoção” tem suas ações focadas no trabalho de transmissão da congada e do que ela representa hoje no século XXI, para um número cada vez maior de pessoas de todas as idades, e às crianças em particular, buscando levar à sua valorização e continuidade. Nesse sentido provocamos o contato dos membros das congadas com os participantes das diferentes oficinas previstas pelo projeto, tanto para que eles fossem retratados através das oficinas de arte naïf, inspirando os participantes, como também para que eles transmitissem seus saberes ancestrais durante as oficinas de contação de história da congada. O processo criativo e o resultado dessas oficinas compuseram a exposição, do projeto, que permitiu aos participantes das oficinas compartilhar com o público a vivência experimentada por eles. Algumas fotos resultantes do registro fotográfico do projeto assim como um video editado das suas filmagens, compreendendo entrevistas dos diferentes mestres, rainhas, reis, entre outros membros das congadas, foram exibidos na exposição. As Congadas mais antigas da cidade fizeram uma apresentação na sua vernissage. A congada dos anciãos realizou também dentro do projeto uma apresentação em uma das praças públicas de Socorro, além de ter feito  2 apresentações fora da cidade (uma em São Luiz do Paraitinga e outra na Aparecida do Norte) . Esse site traz o registro de todas as ações desenvolvidas no “Congadas: cortejo de cores e devoção”.

Congadas de Socorro-SP

O projeto é realizado na cidade de Socorro, de onde são originárias as Congadas  de São Benedito e do Divino Espirito Santo em torno das quais o “Congadas: cortejo de cores e devoção” é realizado.

Socorro é uma das poucas cidades do Estado de São Paulo, onde se tem ainda congada, sabendo-se que como no resto do Estado, esta manifestação está em extinção. Até 1930 a cidade chegou a ter por volta de 70 congadas ativas, que com a crise do café e a falência das grandes fazendas, onde elas se apresentavam constantemente, começaram pouco a pouco a desaparecer.

Um dos nossos principais objetivos, realizando esse projeto em Socorro é fomentar as congadas locais, e colaborar com a sua valorização e transmissão entre gerações.

As ações propostas por este projeto na cidade de Socorro incluiram também uma apresentação da congada tradicional mais antiga da cidade em louvor a São Benedito e Divino Espirito Santo, em São Luiz do Paraitinga e uma outra em Aparecida do Norte. Essas duas cidades foram escolhidas, por representarem importantes centros de fé e devoção, tendo a primeira uma tradicional Festa do Divino Espirito Santo, que aconteceu em 2018 no mês de maio, e a segunda na Festa de São Benedito com um encontro de congadas no qual participam mais de 100 congadas do Brasil todo, ela aconteceu  em abril. Assim provocamos o cruzamento de informações entre congadas, mas também com outros públicos no Estado de São Paulo.

Programação do projeto

Oficinas

Sucesso de público marca as primeiras atividades do “Congadas: cortejo de cores e devoção”

Caracterizadas pelas cores alegres da arte naif as primeiras atividades propostas pelo projeto Congadas: cortejo de cores e devoção foram um grande sucesso, e levaram um importante número de pessoas entre artistas consagrados e jovens talentos à Estação Socorro durante a semana do 15 ao 18 de janeiro 2018.

Foram 4 oficinas ministradas pela artista plástica Rosângela Politano, durante as quais foram produzidas obras, que participarão da grande exposição em homenagem às nossas congadas a partir do 19 de abril no Museu Municipal.

Com muita competência Rosângela, que coordena o projeto de fomento à arte naïf “Cor-Ação”, conduziu os participantes a realizar desenhos, obras em acrílica sobre tela e outras em cerâmica, em presença de membros da nossa congada. O resultado é surpreendente, marcado por muita delicadeza, inspiração e cores vibrantes.

O ITC- Instituto Totem Cultural, associação cultural e editora da nossa cidade, que comemora seus 10 anos em 2018,  ofereceu o livro “Fitas e Flores” aos participantes das oficinas de arte naïf no seu encerramento na quinta-feira. Escrito por Marinilda, ele tem um CD e um DVD encartados, e conta a história das nossas congadas.

Marinilda B. Boulay, que é também coordenadora do “Congadas: cortejo de cores e devoção”, comemora o sucesso dessa primeira atividade: “Tivemos uma demanda de participação muito alta, superando o número de participantes, que estava previsto inicialmente para cada oficina, o mesmo aconteceu com as contações de história, que aconteceram entre os dias 6 e 9 de fevereiro 2018 na Biblioteca Municipal.

Estavam previstas 4 contações e acabamos realizando 7, pois o número de participantes inscritos foi extremamente importante sobretudo uma procura grande pelas escolas, como não queríamos deixar ninguém de fora abrimos mais horários para as contações. Sobre elas falamos um pouco mais abaixo.

Contações de história 

A poesia das cores em contações de história na Biblioteca Municipal 

A magia das contações de história avivaram o salão azul da Biblioteca Municipal ao longo da semana entre os dias 6 e 9 de fevereiro 2018.

Foram 4 dias de diversão e aprendizado quando de maneira lúdica os participantes puderam vivenciar a poesia e criar versos, experimentando as sensações que dão a impressão das cores.

Foram momentos únicos para descobrir um pouco mais sobre a poesia, as cores, e as nossas congadas.

 

Com a presença de vários congos, do Rei, Mestre, Contra-Mestre e Rainha da Congada, e a artista e bonequeiro Vânia Cardoso.

Elas foram realizadas dentro do projeto “Congadas: cortejo de cores e devoção”. As congadas são um patrimônio imaterial de Socorro. Os mestres e contra-mestres escrevem as letras de suas músicas em versos e seu cortejo é marcado por uma indumentária colorida adornada por fitas e flores.

Essas características inspiraram essas contações de história,  interpretadas por Marinilda B. Boulay, produtora e artista socorrense, que foi contemplada com um prêmio do Governo do Estado de São Paulo para realizar esse projeto em Socorro através da Secretaria da Cultura do Estado e seu ProAC – Programa de Ação Cultural.

Sua realização coincide com a festa de 10 anos do ITC – Instituto Totem Cultural, do qual Marinilda é presidente. O ITC vem desenvolvendo ao longo desses anos projetos em torno da cultura popular e tradicional, com destaque para os que envolvem nossas congadas, buscando valoriza-las e transmiti-las às novas gerações.

As obras que foram realizadas durante esses 4 dias integram a grande exposição em homenagem às nossas congadas, que acontece no Museu Municipal a partir do dia 19 de abril próximo.

Exposição

 

Durante as oficinas e as contações, os participantes produziram obras que foram expostas na Mostra que  aconteceu no Museu Municipal a partir do dia 19 de abril 2018.

Além desses trabalhos, diversos artistas da nossa cidade e de fora dela produziram pinturas especialmente para essa exposição. Marinilda conclui: “Penso que vai ser uma homenagem muito bonita e merecida, pois a congada faz parte do nosso patrimônio imaterial, e cabe a nos valoriza-la”.

Apresentações da congada 

Foram realizadas as 04 apresentações das congadas previstas dentro do projeto: sendo 2 na cidade de Socorro,  e duas fora da cidade.

2 apresentações em Socorro

Primeira apresentação da congada dentro do projeto no domingo dia 4 de fevereiro 2018.

A primeira apresentação da congada em Socorro dentro do projeto foi realizada no dia 4 de fevereiro 2018, entre 18h e 20h, com um cortejo pela cidade compreendendo a realização da « Embaixada », que corresponde à parte coreografada do cortejo, quando os congos azuis duelam contra os congos vermelhos, simulando a luta do bem contra o mal. No final dessa luta « todos fazem as pazes e comem na mesma mesa », como indicava o Mestre Moisés Franco (in memoriam).

A segunda apresentação aconteceu no dia 19 de abril 2018 entre 19h30 e 21h30 no Museu Municipal de Socorro na abertura da exposição prevista dentro do projeto.

Apresentação das congadas no dia 19 de abril 2018 na abertura da exposição Congadas: cortejo de cores e devoção.

2 apresentações fora de Socorro

As duas apresentações fora da cidade foram realizadas em Aparecida do Norte e em São Luiz do Paraitinga.

Em Aparecida ela aconteceu no dia 7 de abril 2018 durante o grande encontro nacional de congadas, que acontece todo ano no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida.

Cortejo no Santuario da Aparecida do Norte dentro do projeto.

A segunda apresentação, em São Luiz do Paraitinga no dia 20 de maio 2018, foi realizada durante a tradicional Festa do Divino Espirito Santo daquela cidade.

 

Apresentação da congada dentro do projeto em São Luiz do Paraitinga no 20 de maio 2018 durante a Festa do Divino Espirito Santo.

Com essas apresentações provocamos o cruzamento de informações não somente entre congadas, mas também com outros públicos no Estado de São Paulo.

Esse projeto, além de ser realizado com o apoio do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Programa de Ação Cultural- ProAC 2017, conta com o apoio institucional do ITC- Instituto Totem Cultural, que comemora seus 10 anos em 2018, o que tornou possível aumentar o numero de contações por exemplo.

O “Congada: cortejo de cores e devoção” tem ainda com outros importantes apoiadores: Totem Musicais, Prefeitura Municipal de Socorro através das Secretarias Municipais de Cultura e a de Turismo, ComupC, Comtur, Biblioteca Municipal, Museu Municipal e Jornal O Município.

Convidamos todos a visitar também os sites : www.totemcultural.org.br e o congadacongadinha.com.br onde temos mais informações sobre as nossas Congadas. Para maiores informações: tel/WP: (19) 9 99 17 62 17 ou pelo email: totemarinilda@gmail.com

 

Uma das contações de história na Biblioteca Municipal, essa no dia 6 de fevereiro 2018 por Marinilda B. Boulay com a presença dos alunos da Escola Cel Olimpio G. dos Reis.
Imagem das obras produzidas durante as oficinas de arte naïf.